Textos produzidos pelos alunos do 2º ano Ciclo II da EMEB Professor Otílio de Oliveira.

terça-feira, 30 de junho de 2015

O QUARTO MISTERIOSO

TEXTO E ANIMAÇÃO CRIADA PELOS ALUNOS 
DO 2º ANO B - CICLO II

UM DIA DE TERROR NA ESCOLA

ANIMAÇÃO CRIADA PELOS ALUNOS 
DO 2º ANO A - CICLO II







terça-feira, 12 de maio de 2015

O PESADELO

      Em uma noite chuvosa, FIONA acordou  assustada. Disse que  teve um pesadelo, 

muito ruim, e depois voltou a dormir tranquilamente.

No outro dia ela disse para sua mãe:

         —Mãe ontem eu tive um pesadelo horrível!

         —-Mas que pesadelo filha?

         —Mãe, estou com medo, eu vi um homem com roupas rasgadas.

         Depois disso FIONA não quis mais ficar, sozinha em casa.

         Na segunda- feira os pais de FIONA foram trabalhar e 

ela ficou sozinha, em casa.

         Ela ficou   muito  assustada, com medo que o homem

 do pesadelo aparece – se 

 para ela. Depois de três horas, assistindo a televisão decidiu

 ir, ao banheiro, ela viu o

 homem do pesadelo. E saiu correndo muito assustada.

         Alguns minutos depois do susto o homem, não

 apareceu de novo para a FIONA.

         Quando seus pais chegaram em casa ela contou tudo 

para eles,e o susto foi em bora

         E nunca mais isso, aconteceu.

        Mais isso foi apenas um sonho mal assombrado.



JOCELENE LISBOA DA COSTA - 5º ANO C

O DIA DAS BRUXAS

         Era uma noite de lua cheia.
         Um homem chamado Billy, tinha uma van,  e tinha  três melhores  amigos: um dinossauro falante chamado s.r.  Ganas , uma pizza falante chamado Steve Pizza e por último uma tigresa gigante surreal. Foram enfeitar a van no estilo do dia das bruxas.
           Chegaram três adolescentes, entraram na van assustadora, não sentiram medo,   Billy foi e construiu uma casa assustadora e com monstros de verdade.
            Depois dos adolescentes olharem para aquela casa assustadora com vários gritos toda hora, não quiseram entrar, mas Billy insistiu.
             Quando chegaram lá estava tudo escuro, todos ficaram com medo, mas Billy falou:
             —Olhem! Um cérebro gigante neste castelo, ele deve se alimentar de medo!
             Todos ficaram espantados e se separaram para ver se achavam uma saída, mas não encontravam. Um deles ouviu Billy gritando e chorando.

            Foram até ele, encontraram  Billy no chão, morto. Foram ouvidos os últimos gritos dos adolescentes e ninguém mais viram eles.


KAMILLY ITUASSU LOIOLA - 5º ANO C

A MALDIÇÃO DO DIABO

        Num belo dia,  uma menina chamada Renata, de cabelos compridos e loiros, de olhos verdes , estava em seu quarto brincando de boneca, então sua mãe Carol lhe chamou:
      —Renata, vai agora tomar um banho que você acabou de chegar da escola!
      E Renata falou:
       —Tá bom mãe, já estou indo.
       Na hora em que Renata saiu do banho e chegou a seu quarto, viu sua boneca em cima do guarda-roupa, depois de se trocar chamou sua mãe e falou:
       —Mãe!! Foi você que colocou minha boneca em cima do guarda-roupa?
       —Não filha, - respondeu a mãe.
       —Está bem mãe, só achei estranho, - respondeu a filha.
        No outro dia, Renata estava indo para a escola, no caminho se sentiu insegura, pois sentiu alguma coisa puxando seu pé, ela olhava e não via nada.
      Quando chegou em casa falou para sua mãe tudo o que aconteceu.
         Então todos os dias indo para a escola ela sentia a mesma coisa.
         Até um dia sua mãe falou:
         —Vou te levar  na exorcista para ver o que tá acontecendo.
        Quando chegaram lá ela descobriu que o diabo estava fazendo isto com ela. A exorcista conseguiu tirar o diabo do corpo de Renata.

         E ela nunca mais sentiu  alguém puxando o pé dela.



MAIARA MUDESTO DA SILVA

UMA NOITE NO CASARÃO ABANDONADO

    Uma noite normal havia duas irmãs, uma se chamava Fernanda e a outra se chamava Amanda.
   Certo dia as duas saíram para comprar pão porque a mãe delas pediu, mas quando chegaram à padaria estava vazia, parecia abandonada e quando viraram para trás, apareceu uma espécie de monstro que tinha chifres e não parava de rugir. As meninas correram e se esconderam no casarão abandonado.
   Como o monstro viu as duas entrando, foi atrás, mas as meninas se perderam no casarão, e foi mais fácil encontrar as duas.
    Ai as duas meninas encontraram uma passagem secreta e como são curiosas entraram.
    O monstro sabia onde elas estavam e lá não tinha mais saída.
     As meninas andaram por um corredor e viram vários quadros, mas quando o corredor chegou ao final elas ficaram desesperadas, tentaram voltar, mas o monstro as pegou de surpresa e correu atrás delas. Elas voltaram para o final do corredor, aflitas e assustadas acharam que era o fim, mas a Fernanda teve uma ideia de soltar a corda do lustre e cair na cabeça do monstro, dito é feito. As duas correram para a saída, mas viram que o monstro estava correndo atrás delas. Elas correram rápidas e conseguiram sair do casarão e foram para casa e trancaram a porta.
     As duas contaram tudo para sua mãe, mas ela não acreditou. No dia seguinte elas foram para a escola e contaram para seus colegas, mas nenhum acreditou. E elas decidiram não contar mais porque saberiam que ninguém iria acreditar, mas aquele monstro era real e ele assombra as crianças que entram no casarão abandonado.


MARIANA YOSHIDA MEIRA - 5º ANO C

A INVOCAÇÃO DO ESPÍRITO

UMA MULHER CHAMADA VERA TINHA PROBLEMA DE SAÚDE, ELA TINHA PROBLEMA NO CORAÇÃO.
UM DIA QUANDO ELA ESTAVA TENDO UM ATAQUE ELA FOI LEVADA PARA UMA  CLÍNICA PELOS SEUS PARENTES, TODOS OS CARDIOLOGISTAS, OS MÉDICOS E OS CIRURGIÕES ESTAVAM  AJUDANDO A SALVAR SUA VIDA, MAS VERA NÃO RESISTIU E MORREU.
OS PARENTES E FAMILIARES DECIDIRAM ENTERRAR SEU  CORPO NO DIA SEGUINTE.
NO MEIO DA NOITE VERA FOI COBERTA POR UM LENÇOL BRANCO, ENTÃO UM ESPIRITO MALIGNO TOMOU CONTA DE SEU CORPO.
VERA SE LEVANTOU E SAIU ANDANDO, VERA SE TRANSFORMOU EM OUTRA PESSOA, A SUA PELE FICOU CINZA E O SEUS OLHOS PRETOS, ANTES DE SAIR DA CLINICA, ELA MATOU VÁRIOS MÉDICOS.
  ELA SAIU DA CLÍNICA NUNCA MAIS FOI VISTA. DAQUI PRA FRENTE FORAM APARECENDO  MUITAS MORTES.


RYAN COSTA LUZ - 5º ANO C